Google Webmaster Tools: conheça todas as ferramentas do Google

27/08/2015 Por
Google Webmaster Tools: Conheça todas as ferramentas do Google

Conhece o Google Webmaster Tools?

Não é somente um carro que precisa ser revisado frequentemente, um site também precisa sempre estar passando por manutenção. Quando isso deixa de acontecer, pode-se notar várias partes da plataforma que ninguém nunca mexeu desde que está lá, algumas peças de HTML não originais em relação ao template, enfim, existe uma infinidade de coisas que podem prejudicar o andamento do site se não são revisadas com frequência.

Por isso, viemos falar do Google Webmaster Tools. Ele funciona como se fosse uma caixa de ferramentas para o seu veículo. É uma mão na roda para que essa revisão sempre esteja acontecendo. Seu uso diário não fará com que conserte as páginas, porém, vai te dar uma boa orientação de como fazer isso, além de dicas de quais search queries no Google o seu site tem melhor desempenho, sem contar a respeito da produção de conteúdo e da escolha das palavras-chave.

O Google Webmaster Tools é totalmente gratuito. O recurso existe desde 2005 e oferece um leque enorme de ferramentas disponibilizadas. Confira abaixo as principais ferramentas deste sistema e saiba como sempre deixar o seu site bem revisado. Veja:

  1. Data Highlighter

Funciona de forma manual, ajudando o Google a entender como é que funciona o seu site. Os robôs da empresa que disponibiliza o recurso costumam fazer isso, mas o que custa então dar uma pequena forcinha para ajudá-los? Com essa ferramenta, mesmo sem o uso do HTML o Google consegue identificar dados para buscá-los com uma maior velocidade. Faça o processo apenas em algumas páginas do mesmo layout, depois disso o próprio Google irá repetir o processo.

  1. Search Queries

Essa pode ser considerada a ferramenta mais popular e importante de todo o Google Webmaster Tools, pois com ELA é possível fazer com que as pessoas cheguem até o seu site, verificar em que páginas elas clicam e ainda por cima medir a audiência de sua plataforma virtual. Essa ferramenta possui diversas métricas, veja abaixo cada uma delas e como interpretá-las:

  • Impressions (linha azul): é a quantidade de vezes que o seu “snippet” apareceu para alguém no Google.
  • Clicks (linha vermelha): esse recurso é o responsável por mostrar quantas vezes o usuário chegou ao seu site por meio dos resultados de busca. Quanto mais perto as linhas azul e vermelha estiverem, mais otimizado estará o seu site.
  • CTR: traduzido do inglês, é a proporção entre impressões e cliques. Por exemplo, a taxa de 10% significa que 10% das pessoas clicaram no link quando viram seu site nos resultados de busca.
  • Position: é a posição média em relação aos resultados, lembrando que quanto mais baixa estiver, melhor vai ser.
  1. Internal Links

Se tudo que foi dito é uma parte da laranja, esta aqui é a outra metade. O Google “pega bem” com aqueles sites que são bem amarrados, com uma grande abundância de links internos e sem nenhuma página perdida por lá. Com essa ferramenta, é possível detectar essas “páginas órfãs” e acrescentar alguns links internos nela.

  1. Contente Keywords

Sem muito mistério, aqui mostra as palavras-chave utilizadas com mais frequência em todo seu site. Essa lista merece uma atenção maior vinda de sua parte, são elas que o Google associa com mais intensidade em relação ao site de sua empresa.

  1. PageSpeed Insights

Funciona ainda como um experimento no recurso. Está disponível na aba “Other Resources”, porém, é uma das que você deveria usar como prioridade. Um site que carrega todas suas abas rapidamente não ajuda somente no SEO, mas também faz com que a navegação pela plataforma se torne mais agradável para seus clientes. Ou conhece alguém que ainda tem paciência para esperar os sites carregarem? O PageSpeed te ajuda nisso.

Apesar de existirem outras ferramentas dentro do Google Webmaster Tools, essas que citamos acima são as mais utilizadas e aquelas que trazem os melhores retornos para o site, mesmo para os iniciantes. Então, independentemente da experiência que tenha com o assunto, vale a pena começar a fazer uso deste recurso e fazer do seu site um dos melhores no segmento em que atua.

O que achou das dicas? DEIXE SEU COMENTÁRIO 🙂

Leia também:

 + REMARKETING: A FERRAMENTA QUE TE AJUDA

+ COMO PRODUZIR CONTEÚDO PARA CADA PERFIL DE CONSUMIDOR

+ COMO O NOVO ALGORITMO DO FACEBOOK INFLUENCIA NA SUA EMPRESA

+ A DIFERENÇA ENTRE MÍDIA SOCIAL E REDE SOCIAL

Inbound Marketing e Marketing de Conteudo

 

Fundadora da Layer Up - empresa especializada em Inbound Marketing. Graduada em Comunicação Social (produção editorial), pós-graduada em Marketing, possui 15 anos de experiência profissional, com atuações em empresas como Editora Abril, Editora Globo, Editora 3, Grupo Ikezaki e Cers Cursos Online. É também professora do curso de Inbound Marketing da São Paulo Digital School e do Cursos Layer Up.