Marketing Digital: o que é e como colocar em prática?

19/05/2017 Por
layerup-o-que-marketing-digital

Tem dúvidas de como aplicar as ações de Marketing Digital na sua empresa? Nós explicamos tudo!

 

É raro encontrar alguém do ramo empresarial que não tenha ouvido falar em Marketing Digital.

De um lado, é fácil perceber o quanto essa modalidade de Marketing é importante atualmente, mas por outro há centenas de informações diferentes sobre o tema na internet e é difícil saber em qual delas acreditar.

Por isso fazemos o possível para que nossos clientes aqui Layer Up contem com nossa expertise e um método próprio para colocar em prática estratégias perfeitas para cada modelo de negócio.

E é por esse motivo também que vou aproveitar esse espaço aqui para contar tudo sobre o Marketing Digital, desde seu conceito até seus mitos e verdades, e ainda mostrar os caminhos para seu planejamento ter sucesso.

Pegue seu café, acomode-se e vamos começar!

O que é Marketing Digital?

Sua existência não é mais uma novidade, mas seu conceito ainda gera confusão. Afinal, Marketing Digital é usar as Redes Sociais para promover empresas? É usar a publicidade no meio on-line? Ou é uma forma de se comunicar com os consumidores?

Vou confundir ainda mais a sua cabeça: a resposta é sim e não.

O Marketing Digital de fato executa essas tarefas, mas não individualmente. É mais que isso. Ele engloba essas e muitas outras possibilidades com o objetivo de criar uma ponte entre a marca e o consumidor por meio da comunicação.

Em resumo, posso dizer que:

 

O Marketing Digital, de maneira geral, são ações nos canais digitais para estimular a comunicação, o relacionamento, o contato e a promoção dos seus produtos, ou serviços da sua marca para um público-alvo.

 

O Marketing Digital em ação

Você pode me dizer onde está sua marca quando o seu cliente realmente precisa dela? Ela tem que estar no campo de visão do consumidor.

Como? Vou explicar melhor.

 Vamos pensar na seguinte situação: você programou um passeio de bicicleta com seus amigos para o final de semana. Mesmo que sua bike já esteja encostada na garagem há um bom tempo, você acha que ela está em boas condições e vai checar só um dia antes do passeio. Só então você vê que o banco da bicicleta se deteriorou com o tempo. Você vai desistir do programa de sábado?

Claro que não! É nesse mesmo instante que você saca o smartphone do bolso e busca por bons preços e uma loja próxima que tenha a solução para seu problema.

Bingo! Esse é o seu momento.

marketing-digital-em-acao

É exatamente nessa busca que sua marca, seu produto, ou serviço precisa saltar na tela e se encaixar como uma luva para o consumidor.

O Google chama essa situação de micro-momento, ou seja, aquele exato minuto em que o consumidor se vê diante de uma questão, algo como “qual o melhor preço?” ou “o que fazer em tal cidade?” ou ainda “onde encontro um banco para bicicleta no bairro tal de São Paulo?” e a resposta chega por meio dos canais de Marketing Digital, influenciando na decisão de compra.

“E é possível manter minha empresa presente nesse momento e ainda saber se atingi o cliente certo?”

A resposta para sua pergunta é: com uma boa estratégia, sim.”

 

Em tempos de consumidores omnichannel – aqueles que estão constantemente conectados nos mais diversos canais online – sites, redes sociais, e-mail, etc. -, seja pelo desktop, ou por um dispositivo mobile – o Marketing Digital é rei.

layerup-marketing-smartphone

Ele traz inúmeras possibilidades de ações ao empresário, as quais se encaixam nas mais diversas necessidades.

Para ilustrar esse leque de opções, quero mostrar quais são os principais canais disponíveis hoje para participar da vida conectada do público-alvo.

Como sua marca chega ao seu público-alvo e vice versa

Toda informação precisa de um caminho para chamar de seu e assim chegar ao destino final. Com o Marketing Digital não é diferente. Ele depende de alguns canais para transmitir a mensagem certa, para a pessoa certa, na hora certa.

E os principais canais utilizados são:

1. Site

Esse pode ser considerado o centro de tudo. É indispensável ter um site, pois ele é a porta de entrada para o consumidor. É lá que estarão as informações da empresa, a história, a equipe responsável pelo trabalho executado, os contatos e o catálogo de serviços, ou produtos.

2. Redes Sociais

As ferramentas das redes sociais são algumas das mais famosas. Todo mundo já ouviu falar em posts patrocinados, por exemplo. Além de ser mais prático anunciar nelas, existe a vantagem de poder segmentar e direcionar a campanha para o público-alvo.

Vou usar quatro redes sociais para exemplificar:

  • Facebook – Uma das redes mais usadas para o relacionamento com o público e para atraí-lo para o site das empresas por meio de campanhas, ou publicações no blog, por exemplo.
  • LinkedIn – Excelente para o contato profissional.
  • Instagram – É importante para consolidar a marca na mente do consumidor, com conteúdos inspiradores.
  • YouTube – É uma ótima ferramenta para o aprendizado do consumidor. Segundo o YouTube Analytics, em 2015 os brasileiros assistiram mais de 2 milhões de horas de vídeos de “como fazer”.

3. E-mail Marketing

É pelo e-mail marketing que você usará sua lista de e-mails para se relacionar com os Leads e mostrar novos conteúdos, lançamentos de produtos, promoções, entre outros, sempre direcionando o leitor para o site da empresa.

 

 4. SEO (Search Engine Optimization)

Essa é uma ferramenta bastante conhecida, responsável por otimizar o desempenho do site na busca orgânica, por meio de palavras-chave. Já falei sobre isso aqui.

 

5. Publicidade on-line

As campanhas de publicidades on-line podem levar o cliente ao site da empresa por meio de campanhas para divulgar promoções, ou para mostrar novos conteúdos em um Blog, por exemplo.

As ferramentas de publicidade on-line mais conhecidas são:

  • Google AdWords
  • Facebook Ads

 

6. Landing Pages

A Landing Page nada mais é do que a página em que o cliente “aterrissa” para adquirir algum material específico, como um e-book gratuito, e faz um cadastro prévio para poder seguir com o download. Tem uma explicação bem detalhada de como você pode criar uma aqui.


7. Ferramentas de Automação

As ferramentas de automação permitem que tarefas como a Nutrição de Leads, criação de Landing Pages ou as análises de métricas sejam feitas de forma automática, com mais agilidade e praticidade, além de baixo percentual de erro.


8. Produção de Conteúdo

É por meio da elaboração de conteúdo que seu cliente pode aprender sobre seu produto ou serviço, reconhecer um problema, encontrar uma solução e levá-la em consideração para efetuar uma compra.

O Blog é uma das ferramentas mais utilizadas para isso e pode ser o veículo perfeito para transmitir essas informações e orientar seu cliente no momento de tomada de decisão.

9. Nutrição de Leads

Não adianta só identificar um Lead. Tem que manter o relacionamento e nutri-lo com conteúdo relevante, que redirecione para o site do empreendimento. Você pode ler mais sobre Leads aqui.

Todos esses canais criam um Ecossistema Digital, moldado em torno do website da empresa, que gera um fluxo de interação sistêmica entre eles. Assim:

 

o-que-é-marketing-digital

 

Método Layer Up: sim, temos uma metodologia!

Agora que você conheceu um pouco mais sobre os canais mais utilizados no Marketing Digital, é importante saber que sem a construção de uma estratégia a presença on-line da sua marca pode virar um verdadeiro pandemônio.

Quando analiso o cenário de um cliente, costumo ter em mente que o Marketing Digital tem três layers, camadas essas que são fundamentais para chegar ao resultado esperado. Essa é praticamente uma fórmula que moldei e apliquei aqui na Layer Up.

Layer 1: Planejamento

layer-1-planejamento

Planejar é tão importante no empreendedorismo, quanto treinar é no futebol. Sem isso, não sai um bom jogo.

Na metodologia da Layer Up, costumo incentivar os empreendedores a definirem bem todos os pontos que permitem a operação da empresa: desde as conhecidas missão, visão, valores e a pesquisa de mercado, até a análise de concorrência, os objetivos estratégicos de curto prazo, a análise SWOT, quais os recursos financeiros e até mesmo a estratégia de Marketing.

Além disso, é preciso pensar a respeito de dois aspectos muito importantes. São eles:

1. Definição de Público e Estratégia Comercial

  • Target.
  • Posicionamento.
  • Diferenciais.
  • Modelo de precificação.

2. Estratégias de Comunicação

  •  Investimento
  • Canais
  • Tom da comunicação
  • O que dizer

Nessa análise, aproveite para responder:

  • Quais são os objetivos dos departamentos da empresa?
  • Qual o tamanho do mercado?
  • Quanto consigo atender?
  • Quais minhas metas de vendas?

Ter essas definições bem claras ajudam bastante no desenvolvimento de um plano específico para o Marketing Digital. Para criar uma estratégia eficaz, o que deve ser analisado pode ser resumido por esse esquema:

Benchmarketing

  • A concorrência já faz?
  • Já existe no mercado?
  • Quais são os cases e eventos?
  • Buscar relatórios da indústria

Business Case

  • Qual é a projeção de estratégia de Inbound Marketing?
  • Qual é a expectativa do funil de vendas?
  • Qual é o faturamento desejado?

Buyer Personas

  • Quem são os personagens fictícios, ou reais, que representarão seus clientes?

Plano de Comunicação

  • Quais são os tópicos de interesse do mercado?
  • Definir palavras-chave
  • Definir seções
  • Definir categorias
  • Qual é a personalidade da marca?
  • Qual será a linguagem?

 

 

Layer 2: Operação

layer-2-operacao

É hora de partir para a ação!

Você se lembra dos canais mais utilizados no Marketing Digital, que citei aqui em cima?

Pois é, aí vai uma dica! Muitas vezes, o empreendedor entende que para ter resultado precisa usar todos eles e só assim fará parte da era digital. Não é bem assim.

O ideal é aproveitar o processo de Planejamento, nosso Layer 1, e entender quais canais vão realmente suprir a demanda da empresa.

 

Feito isso, é preciso entender qual a melhor forma de investir nos canais escolhidos e otimizar ao máximo o budget, para que se tenha um bom resultado, com custos justos e um bom retorno de investimento (ROI).

Layer 3: Análise e Mensuração de Resultados

layer-3-analise

Ok, chegamos em uma Layer mais profunda, já que ela permite a leitura dos dados colhidos durante a operação e a análise do Planejamento.

Será que é preciso mudar o caminho? As metas foram batidas? E a linguagem da comunicação, agradou o público-alvo?

Esse é o momento de abusar da praticidade dos relatórios gerados pelas ferramentas de automação e bater todas as informações com as expectativas descritas no início do processo.

Fique de olho: para ter sucesso em sua estratégia de Marketing Digital, essa é a camada que merece atenção redobrada! A Layer Up é tão detalhista quanto à análise e mensuração de resultados que até foi premiada pela RD Station pelas ótimas taxas de conversão nas Landing Pages dos seus clientes.

O que o Marketing Digital faz por você

Entre as vantagens do Marketing Digital posso destacar por experiência própria que essa é uma atividade capaz de:

  • Reforçar a imagem de uma marca como autoridade no mercado.
  • Impactar diretamente no aumento das vendas.
  • Se adaptar aos mais diferentes casos e oferecer soluções eficientes para cada perfil de empresa.
  • Agilizar tanto o processo de execução de ações, quanto de análise de resultados e relacionamento pós-venda por conta do apoio da tecnologia.
  • Atrair e fidelizar clientes.
  • Aumentar muito o poder de comunicação entre a marca e o consumidor.

Poderia criar uma lista imensa de benefícios, mas melhor do que isso é mostrar na prática.

Aliás, os cases que vou mostrar agora são a prova real de que é possível combinar os canais de comunicação de forma personalizada, ou seja, não é preciso usar todas as ferramentas de uma só vez.

Olha só os exemplos dos clientes Layer Up:

Pousada Morada do Arquiteto

Esse é um cliente da Layer Up que contou com um trabalho de otimização de SEO muito legal!

A fica em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, e sempre contou com um site para fazer reservas e apresentar o local. Como o mercado de turismo já é bem conhecido e muito buscado pelo consumidor, não adiantaria nada gerar conteúdo para explicar aos clientes do que se trata o empreendimento, concordam?

Então nossa equipe buscou outras alternativas e fez ações de melhoria no site para SEO, com a escolha de palavras-chave importantes para o negócio, inclusive reforçando o nome da pousada, para que fosse bem indexado.

Também criamos campanhas com o Google AdWords e com o Facebook Ads. Outra ação foi o relacionamento com a base de visitantes feita por meio de uma Landing Page.

landing-page-pousada-morada-do-arquitetoQuando o hóspede faz o check out, os proprietários da Pousada preenchem os dados cadastrais deles em uma Landing Page para eque eles depois recebam promoções, pesquisas e até informações sobre as redes sociais do estabelecimento. Tudo isso pelo e-mail marketing.

Foi essa ação, inclusive, que fez com que a Pousada Morada do Arquiteto se tornasse uma das mais avaliadas no TripAdvisor dentre todas de Caraguatatuba.

Todas essa atividades caracterizam o que chamamos de Out Inbound, pois elas não são focadas na produção de conteúdo para acompanhar a jornada de compra do cliente.

 

Clover.it

A Clover.it é especializada em softwares de segurando da informação. A empresa vende o programa e também presta consultoria para o cliente, até que se tenha domínio da ferramenta e todos aprendam a usá-la.

O que acho muito legal desse case é o fator “desafio” que ele apresenta. Esse caso é o oposto do que você viu com a Pousada Morada do Arquiteto. Não é nada fácil para o consumidor entender logo de início os termos e serviços de segurança da informação.

O que fizemos então?

Se você já pensou em conteúdo, acertou! Como o produto oferecido é mais complexo, é preciso fornecer ao cliente da empresa todo respaldo informativo possível. Isso significa abordar desde a explicação de termos técnicos e funcionalidades, até dicas para a escolha de fornecedores e sobre as normas do mercado para que o comprador esteja em compliance.

layerup-marketing-digital-cloverit

Então nossas escolhas de ferramentas foram:

  • Edição e otimização de SEO do conteúdo publicado no Blog;
  • Compartilhamento do conteúdo no Facebook e no LinkedIn;
  • Reformulação do site;
  • Captação e Nutrição de Lead para fazer relacionamento.

Essas atividades já caracterizam o Inbound Marketing, tema que está bem explicado aqui.

 

Mitos e verdades no Marketing Digital

Vamos ver se você pegou os conceitos que falei por aqui. Nas frases abaixo, você consegue identificar o que é mito ou verdade?

1) “Já estou nas redes sociais. Não preciso de mais nada.”

Mentira. Falei aqui da importância de se ter um site (é indispensável!) e também que é preciso avaliar quais canais são os mais adequados para atender a necessidade da sua empresa.

2) “No Brasil, 74% dos usuários de smartphones pesquisam por produtos na internet enquanto estão decidindo o que comprar numa loja física.”

emoji-marketing-digital É verdade. Essa, inclusive, é uma afirmação do Google, baseada em pesquisas da instituição. Isso ocorre graças ao Marketing Digital.


3) “Os resultados do Marketing Digital são vistos em poucos dias”

  Mito. É comum ver promessas de resultados relâmpago com o Marketing Digital, mas todo trabalho que conta com estratégia, planejamento e investimento leva um tempo para gerar resultados, já que precisa ser colocado em prática e avaliado durante um período.

[imagem engraçada]

 4) “Tem muita coisa gratuita na internet e não preciso investir para fazer Marketing Digital”

  Eis um mito recorrente. Para ter bons resultados, não adianta, é preciso investir. Lembre-se de que com um bom planejamento e uma estratégia sólida o ROI será satisfatório.

5) “Para ter sucesso no Marketing Digital, é preciso se dedicar constantemente.”

emoji-marketing-digital Verdade. O tempo e a estrutura que os clientes não conseguem encontrar internamente, estão presentes aqui na agência, por exemplo. É preciso, sim, ter uma equipe focada no trabalho de Marketing Digital para garantir que tudo saia como o planejado.

Espero que tenha ajudado você a conhecer um pouco mais sobre Marketing Digital e também a entender como fazer o seu planejamento ter sucesso.

Caso tenha alguma outra dúvida sobre o tema, escreva para mim nos comentários!

E se quiser conhecer mais sobre a Layer Up, acesse também nosso site, ou fale conosco!

Fundadora da Layer Up - empresa especializada em Inbound Marketing. Graduada em Comunicação Social (produção editorial), pós-graduada em Marketing, possui 15 anos de experiência profissional, com atuações em empresas como Editora Abril, Editora Globo, Editora 3, Grupo Ikezaki e Cers Cursos Online. É também professora do curso de Inbound Marketing da São Paulo Digital School e do Cursos Layer Up.