O que é Landing Page e como criar uma com alto potencial de conversão?

24/02/2017 Por
o que é landing page

O que é Landing Page? Esse é, sem dúvida, um assunto de que gosto muito. Não por acaso, no fim de 2016, a Layer Up foi premiada pela Resultados Digitais por ter excelentes taxas de conversão nas Landing Pages de seus clientes. O motivo desse reconhecimento é que dedicamos tempo para dominar o processo de criação e otimização dessas páginas de conversão. Agora, vou contar o que sabemos para você.

 

Entenda o que é Landing Page para converter mais visitantes em Leads

Seja um produto ou um serviço o carro-chefe da sua empresa, é importante atrair visitantes que tenham perfil de compra e interesse pelo que você vende. Assim, eles poderão ser convertidos em Leads e, depois, em clientes. Para isso, saber o que é Landing Page e criá-la seguindo os passos que mostrarei mais à frente são conhecimentos que com certeza trarão resultados para o seu negócio.

Como falei no post Por que valorizar a produção de conteúdo para blog?, não adianta mais vencer o público pelo cansaço. Só comprará o seu produto ou contratará o seu serviço quem se sentir atraído pela solução trazida pela sua empresa, e não quem, após receber ligações e e-mails marketing indesejados, dirá “eu me rendo”.

E é aí que entra a Landing Page – que é uma página web planejada, criada e otimizada para atrair seu público-alvo e converter os visitantes em Leads. A conversão é, na verdade, uma troca entre sua empresa e o visitante. Sendo assim é importante que você tenha um conteúdo interessante a oferecer em troca das informações e dados dos seu visitante. Um usuário só aterrissará na sua Landing Page e, o mais importante, fornecerá dados para receber o material disponibilizado, se ele se interessar pelo conteúdo e confiar na sua empresa.

Resumindo, Landing Page é uma página de conversão de visitantes em leads, cuja a mecânica envolve uma oferta relevante para o público-alvo e uma boa chamada para ação (CTA), em troca dos dados do visitante.

Portanto, é claro que o conteúdo oferecido precisa ser muito interessante, mas sobre isso falarei mais a respeito em um outro post. Quanto à Landing Page, veja abaixo como elaborá-la.

Como criar uma Landing Page:

Agora que você já sabe o que é Landing Page, não deixe de seguir à risca cada um destes cinco passos para a criação de uma página de sucesso. Mas antes, vale citar que o caminho mais comum começa pela contratação de uma ferramenta de automação de Marketing ou de produção de landing pages. Sendo assim, fiz uma listinha (que você encontrará no fim deste post) com algumas opções disponíveis no mercado. Voltando aos passos para a criação:

1. Demonstre profissionalismo

Coloque o logotipo da sua empresa no cabeçalho da Landing Page e seja objetivo ao descrever a solução ou produto oferecido. Selecione imagens em boa resolução que representem a sua marca e, acima do formulário a ser preenchido, evidencie o que o visitante receberá em troca ao fornecer os dados.

Lembre-se que se trata de uma troca, portanto, para que o visitante sinta-se confortável em deixar seu nome, e-mail e outras informações, ele precisará confiar na sua empresa, e a aparência contará muito.

Tanto as imagens que ilustram a Landing Page quanto o template escolhido e as cores utilizadas também farão ou não com que o visitante preencha o formulário. Esse quesito estético em sintonia com os textos e a chamada para ação, tornará mais impactante a aterrissagem daqueles que chegarem à página de conversão.

Você confiaria nesta Landing Page, por exemplo?

E nesta?

Entendeu a importância de demonstrar profissionalismo?

2.  Pouco é muito

Embora quanto mais informações tenhamos mais sabemos sobre a pessoa interessada em nossa empresa, solicitar que o visitante preencha muitos campos em um formulário poderá afastá-lo, em vez de convertê-lo em Lead.

Se ele quiser MUITO receber o material que a Landing Page está disponibilizando, pode ser que esteja disposto a oferecer muitas informações; mas, se o seu conteúdo for mais básico, um longo formulário pode desmotivá-lo.

Portanto, leve em consideração a exclusividade e autenticidade do material concedido para então decidir quais dados irá solicitar. De qualquer forma, sempre priorize informações que considere mais relevantes para o seu negócio e nunca peça dados que não serão úteis para qualificar o Lead.

Outra coisa importantíssima sobre os formulários: evite deixar perguntas abertas, ou seja, aquelas sem opções pré-definidas para o preenchimento. Os campos com perguntas abertas deixam o lead confuso ou com preguiça. Caso precise criar perguntas específicas, crie também as possíveis opções de resposta. Dessa forma, você estará facilitando o preenchimento do formulário e também, posteriormente, a qualificação do lead.

Veja um exemplo de formulário curtinho e com campos personalizado:

3. Prove que a sua empresa é confiável

Para aqueles que não conhecem a sua empresa e muito menos sabem o que é Landing Page, fornecer dados – como nome, e-mail e número de telefone – não é tão simples assim.

Com essa realidade, existem formas de demostrar a credibilidade do seu negócio, como, por exemplo, colocando na Landing Page depoimentos de clientes, botões que direcionem para as suas redes sociais, sua política de privacidade e uso dos dados oferecidos, entre outros indicadores de confiabilidade.

Se a sua empresa já foi citada por algum veículo de comunicação, por exemplo, você pode utilizar o link do periódico ou blog para mostrar que é uma empresa séria.

4. A call to action

Call to action não é apenas o botão de “cadastro”. Toda Landing Page precisa ser atraente e convencer o visitante a baixar o material que é oferecido. O objetivo é chamá-lo para ação (call to action), a ação de se cadastrar. Desse modo, call to action é todo elemento da Landing Page que, por meio de uma linguagem acionável, texto persuasivo e botões chamativos, conduz o visitante à conversão.

Dedique tempo para elaborar os textos, pensar nas frases que irá chamar atenção do visitante, verificar se o botão de conversão está bem visível e checar se a navegação na página é intuitiva. Esses fatores são determinantes para que a taxa de conversão de sua Landing Page seja alta, portanto, não descuide deles.

Antes de publicar a Landing Page, revise o conteúdo, faça a simulação como se você fosse um visitante e veja se a página o convenceria a disponibilizar os seus dados. Se não, significa que você precisa ainda ajustar alguns pontos da Landing Page sugeridos acima. Se sim, você seguiu exatamente os nossos passos e tem tudo para converter um grande número de visitantes em Leads.

5. Teste, analise e otimize

Uma das coisas que mais aprendi nos últimos anos trabalhando com Inbound Marketing e análise e otimização de ações de Marketing Digital é que fórmulas simplesmente não existem.

Os tópicos acima são boas práticas que utilizamos aqui na Layer Up e que nos ajudaram a construir cases premiados. Mas surpresas acontecem. Por isso, por mais que você siga à risca todos os passos descritos aqui, é preciso acompanhar o resultado de atração e conversão da sua página, testar modelos, textos, imagens, para então garantir páginas realmente otimizadas e com alto potencial de conversão.

Recentemente tivemos uma case interessante

Tínhamos apenas quatro dias para criar um hotsite, campanhas e fazer o lançamento de alguns cursos de pós-graduação para um de nossos clientes. Com o prazo tão limitado assim, fracionamos as entregas em etapas: primeiro, o estritamente necessário para o lançamento (dentro do prazo) e, depois, aperfeiçoaríamos algumas páginas, dentre elas, cinco Landing Pages para que o visitante interessado pudesse baixar o conteúdo programático de cada curso.

Na primeira etapa, colocamos no ar Landing Pages com um modelo muito simples, chamado Squeeze. Trata-se apenas de um formulário no centro da página. Veja:


Na segunda etapa, conforme planejado, aperfeiçoamos as Landing Pages com um modelo mais elaborado, mais textos sobre o conteúdo, etc. Veja como ficou:

Mas para a surpresa de todos, inclusive a minha, o primeiro modelo de Landing Page teve uma performance extremamente superior do que a do segundo modelo, aperfeiçoado. Em média, o primeiro obteve taxas de conversão entre 80% e 90% (ou seja, 80% a 90% dos visitantes que aterrissavam no primeiro modelo baixavam o conteúdo), entanto o segundo modelo registrou taxas de conversão de no máximo 50%.

Graças à análise dos resultados e ao foco em otimizar as páginas para obter o máximo em conversão, identificamos rapidamente a necessidade de correção e alteramos as Landing Pages novamente para o modelo mais simples.

Isso prova o quanto nossas ações devem ser testadas, acompanhas e analisadas. Por isso, se você ficar com dúvida entre qual o melhor modelo de Landing Page, qual o título ou imagem ideal e se a call to action está assertiva ou não, tudo bem! O que você precisa fazer é testar os modelos diferentes, analisar os resultados e otimizar suas Landing Pages.

É dessa forma que a Layer Upvice-campeã no prêmio Agências de Resultado 2016, na categoria Mestre da Conversão, faz para obter Landing Pages com alto potencial de conversão.

Se você ficou com alguma dúvida ou gostaria que me aprofundasse um pouco mais em algum outro tema do Marketing Digital, deixe sua questão ou pedido nos comentários!

E se estiver procurando por uma agência, mas ainda está um pouco perdido sobre qual é o modelo de negócios ideal para você, baixe nosso e-book ou fale conosco!

planejamento-em-marketing-digital

Fundadora da Layer Up - empresa especializada em Inbound Marketing. Graduada em Comunicação Social (produção editorial), pós-graduada em Marketing, possui 15 anos de experiência profissional, com atuações em empresas como Editora Abril, Editora Globo, Editora 3, Grupo Ikezaki e Cers Cursos Online. É também professora do curso de Inbound Marketing da São Paulo Digital School e do Cursos Layer Up.