Desenvolvendo o branding e a identidade visual de uma marca

Não temos dúvidas de que você deseja que sua empresa seja lembrada no mercado. Afinal, quando falamos em ter uma marca, estamos literalmente dizendo que queremos ser marcantes para o público. Nesse sentido, estratégias de marketing como o branding são essenciais. 

Isso porque no meio de tantas empresas – são mais de 18 milhões de negócios ativos no Brasil atualmente, de acordo com o Ministério da Economia – ser memorável e único não é tão simples assim

Nesse sentido, a gestão da empresa é muito importante. E, de maneira bem resumida, o branding é isso: uma série de estratégias de gestão que buscam reconhecimento e admiração para determinada marca

Mas, diferente do que muitos pensam, o branding marketing vai muito além de criar apenas uma identidade visual. E é sobre isso que vamos falar.

Entender os porquês é o primeiro passo para o branding

O que é a sua empresa? Quais são os seus objetivos com ela? Por que ela é a melhor opção para o cliente? Por que você quer posicioná-la dessa maneira?

Essas são só algumas das perguntas que você deve responder para começar a gestão de branding na sua empresa. E elas são fundamentais, porque funcionam como um ponta pé inicial para o restante do jogo que vem a seguir

Se você não entende o propósito do seu negócio e não consegue enxergar os diferenciais da marca, dificilmente você irá posicioná-la corretamente. E tudo o que vier depois, como identidade visual, comunicação e campanhas, provavelmente não trará bons resultados. 

Por isso, uma das premissas para o branding é: entenda o conceito da sua marca e exponha os seus propósitos

Se o seu produto é inovador, então o posicionamento deve ser claro, educando o mercado sobre essa nova possibilidade. Agora, se outras empresas do ramo já existem, vá por outros caminhos, como qualidade, praticidade e valor. 

A importância de ir além do óbvio no visual com o branding

Agora que você já entendeu a importância dos propósitos, vamos para outro ponto que merece muita atenção. 

A identidade visual é mais do que importante: é essencial para qualquer marca. É por meio das cores, tipografia e ilustrações que a empresa se torna inesquecível, certo? Mais ou menos! Essa afirmação não é incorreta, mas talvez seja incompleta. Explicamos!

O visual é um ponto-chave, já que, quando bem trabalhado, é realmente algo que agrega grande valor e memória à empresa. Mas além do logotipo, a maneira com que as cores são trabalhadas também é fundamental

A dica que damos é: não escolha uma cor ao acaso. Conheça mais sobre a psicologia das cores, entenda a importância do que você quer transmitir para o seu público e selecione a cor certa a partir disso. É assim que gigantes como o McDonald’s conseguiram destaque. No caso do “Méqui”, foi unindo o vermelho e o amarelo, cores que estimulam o apetite, à proposta do restaurante. 

Além disso, não se esqueça que o reconhecimento por meio da identidade visual não vem do nada. Se hoje você vê a cor laranja e lembra do Itaú, por exemplo, é porque o banco faz um trabalho repetitivo e muito bem feito em ações de marketing e posicionamento com o branding. 

E, inclusive, sair da caixinha na identidade visual não é o único caminho para deixar de ser óbvio. Outro ponto importante é a linguagem, por exemplo, e vamos falar dela agora. 

Tom, slogan e presença: peças-chave para o sucesso do branding 

Como sua empresa se comunica? Essa é uma pergunta importante porque a gestão de branding determina que, nesse caso, existem certos e errados. 

Por exemplo, se a empresa tem como persona um homem, executivo, com mais de 50 anos, usar uma linguagem mais informal, recheada de gírias da nova geração com certeza não vai funcionar. Você precisa adequar o tom da comunicação ao público para que a estratégia funcione

Mas isso não significa que essa empresa não deva estar nas redes sociais, afinal, a persona que usamos como exemplo também está presente – e em peso – em redes como o Facebook e o LinkedIn. 

O segredo é adaptar o conteúdo de acordo com quem você quer atingir, não esquecendo de personalizá-lo para as redes, já que os assuntos mais vistos no Facebook não são necessariamente os mesmos do LinkedIn.

O slogan também faz parte da comunicação da empresa e deve ser utilizado em peças publicitárias em diversos canais, tanto online, quanto offline. Usando novamente o Itaú como bom exemplo, não é só o laranja que nos lembramos: o “feito para você” é um slogan memorável e muito bem trabalhado pela empresa.

Não sabe por onde começar?

Calma! Fazer a gestão de branding não é fácil, principalmente se você não tem experiência no assunto.

É por isso que agências digitais, como a Layer Up, oferecem esse serviço. A Layer conta com uma equipe de profissionais experientes em marketing e vendas. Do planejamento à produção de conteúdo, identidade visual, campanhas e análise de resultados, estamos prontos para transformar a sua marca. E você, está pronto para ser ousado?

Conheça alguns de nossos projetos de branding! Para a Pressure, uma gigante do mercado de compressores, estruturamos o design thinking, naming e branding de novos produtos. Já com a Picktow, desenvolvemos toda a identidade visual e posicionamento de marca.

Posts Relacionados

Deixe um comentário