Gestão de pessoas: um elemento capaz de potencializar seus resultados

Você dá atenção especial às necessidades dos seus colaboradores? Se ainda não faz isso, é hora de mudar essa postura. Funcionários insatisfeitos podem interferir diretamente nos resultados do seu negócio e esse problema só pode ser resolvido com um elemento, que é muito importante para qualquer empreendimento: gestão de pessoas.

O segredo para ter uma equipe que produz o que se espera é criar um ambiente que a deixe satisfeita, feliz e motivada. Ter colaboradores como “clientes” é uma forma para conseguir atingir esses objetivos. É desse jeito que, no fim, todos irão crescer, inclusive a empresa .

Se você quer sair na frente da concorrência, saber gerenciar equipes é o primeiro passo.

Mas para isso é preciso que você escolha as pessoas certas para exercer as funções dentro da organização. Assim o empreendimento será mais produtivo e eficaz, o que pode alavancar seu negócio.

Para recrutar os candidatos ideais para sua empresa, não foque no volume de profissionais, mas sim nos mais engajados e que querem participar do crescimento do empreendimento.

A tarefa de gerenciar pessoas

Gestão de pessoas

Há diversas características que marcam esses gestores. Algumas empresas optam pelos mais experientes, outras preferem lideranças mais jovens com vontade de crescer cada vez mais.

Mas é preciso encontrar o equilíbrio, afinal, esse profissional terá que lidar com muitos outros e, em algumas situações, é preciso que ele tenha uma certa experiência para manter um ambiente saudável para a empresa.

O gestor ideal é aquele que treina novos colaboradores com eficiência, recompensa cada um deles de forma justa e os motiva com intensidade para alcançar os propósitos da empresa e as metas estabelecidas.

Como encontrar essas pessoas? Tente selecionar candidatos com potencial de serem melhores do que você, afinal, a força de um líder é medida pelo desempenho de sua equipe.

E não para por aí. Um gestor de pessoas deve saber se aproximar das equipes que gerencia, assim entenderá melhor as principais demandas dos colaboradores e identificará todas suas necessidades.

Essa postura não se limita a cargos específicos. Independente do nível hierárquico, quando a coletividade é ouvida, todos se sentem motivados para trabalhar em equipe.

Por fim, não importa o quão tecnológica é sua organização, as pessoas sempre serão o ativo mais importante, pois são elas que fazem que tudo aconteça da forma que a empresa planejou.

Feedback e coachability

Feedback e coachability

Se você deseja avaliar a performance dos colaboradores, é de extrema importância que dê feedbacks com frequência, sejam positivos ou negativos.

Eles não são relevantes apenas para a evolução, trata-se de um instrumento para gestão corporativa. É com feedbacks que se torna possível mensurar se as conquistas e resultados obtidos estão de acordo com as expectativas da empresa.

Feedback é uma forma de dar um retorno aos colaboradores. Isto é, uma maneira de repassar informações relacionadas a comportamentos, atitudes e o desempenho da pessoa dentro da organização.

Como já falamos, para que a gestão de pessoas seja facilitada, é preciso estar atento desde o processo de recrutamento.

Muitas empresas acabam pecando nesta etapa por exigirem um profissional pronto, com muitas experiências, para que o trabalho de treinamento seja menor.

Mas você sabia que contratar profissionais novos e sem muitas experiências no mercado de trabalho tem seu lado bom? Veja só:

  • Ele reconhece o esforço da empresa para desenvolvê-lo e isso o deixa mais engajado e motivado
  • Fortalece o relacionamento entre gestor e colaborador, pois o profissional passa a enxergar o gestor como um especialista

Claro, o processo pode ser mais demorado quando comparado a um candidato mais experiente, mas ele chegará mais afiado no modo de operação da empresa e da equipe.

E é nesse ponto que entra a outra parte que irei abordar neste tópico: coachability, característica muito comum em pessoas que acabaram de entrar no mercado de trabalho.

Não sabe o que é coachability? Trata-se da capacidade que uma pessoa tem, seja um gestor ou outro colaborador, de receber um feedback e usá-lo para melhorar seu desempenho.

Para você se dar bem, tente identificar essa capacidade já na entrevista com os candidatos. Faça perguntas sobre o tema e tente extrair alguma situação que ele já vivenciou e que precisou ter coachability.

Não estou dizendo para desconsiderar todas as outra qualidades que um colaborador deve ter. Porém, é preferível contar com candidatos que tenham habilidades necessárias, mas que também sejam capazes de crescer com os feedbacks que receberá ao longo da sua passagem pela organização.

Gestão de pessoas e transformação digital

Gestão de pessoas - Transformação digital

Já não é novidade aqui no blog da Layer Up falarmos de transformação digital aliada com qualquer outro tema que diz respeito a uma organização. Agora chegou a vez da gestão de pessoas.

Com o novo modelo organizacional, onde a tecnologia está presente em todos os setores, novas soluções se apresentam e isso também inclui a gestão de pessoas dentro das empresas.

Para você se adaptar a esse novo cenário, vamos apresentar dois elementos que serão cada vez mais comuns dentro das empresas na era da transformação digital.

Tecnologias para gerenciar pessoas

Com a chegada de novas tecnologias dentro das empresas, como a computação em nuvem, inteligência artificial, entre outros, aquele velho modelo de gerenciar equipes tem sido substituído por iniciativas mais econômicas. O objetivo é automatizar processos e dar aos colaboradores uma experiência mais produtiva.

Tudo isso deve ser feito com o auxílio de softwares de gerenciamento de desempenho, que permitem aos gestores estabelecerem metas de forma mais eficiente. Veja alguns benefícios que essa transformação pode trazer:

  • Armazenamento de grande volume de dados de informações confidenciais
  • Aumento da velocidade dos processos com o compartilhamento em nuvem
  • Possibilidade de fazer reuniões e entrevistas por videoconferência
  • Gerenciamento de tempo e hora extra

Liderar millennials

Liderar millennials já é uma realidade e o mercado deve se preparar para isso. A projeção Millennial Careers: 2020 Vision, da ManpowerGroup, aponta que, em 2020, essa geração ocupará um terço do mercado de trabalho do mundo inteiro.

Segundo essa mesma pesquisa, esse público se baseia em cinco prioridades:

  • Dinheiro (92%)
  • Segurança (87%)
  • Tempo livre ou férias (86%)
  • Pessoas interessantes (80% — no Brasil, esse percentual chega a 91%)
  • Flexibilidade de horário (79%)

Analisando esses dados, notamos que o salário não é o único atrativo para trazer essa nova geração aos times das empresas. É necessário ir um pouco mais além para conquistá-los.

Por que você deve dar importância à gestão de pessoas?

Importância de gestão de pessoas

Como já afirmamos por aqui, capital humano é o ativo mais valioso que sua empresa pode ter. Sem colaboradores envolvidos, não existe prestação de serviços e muito menos produção.

Empresas que não enxergam essa importância e não dão atenção para a qualidade de vida do seu time, sofrem com a alta rotatividade e baixa motivação.

Se às vezes temos dificuldades em manter a harmonia nas relações interpessoais dentro de uma ambiente familiar, imagine em uma empresa em que a quantidade de pessoas normalmente é muito maior.

As diferenças sociais e religiosas, a pressão, a competitividade, entre outros aspectos que diferenciam os indivíduos, podem promover estresse e conflito entre colaboradores.

Esse tipo de atrito pode prejudicar os resultados finais da sua empresa. E ainda pior: poucas pessoas têm intenções de continuar trabalhando em um ambiente tóxico e sem harmonia.

A falta de um profissional para gerenciar pessoas pode gerar desorganização e os objetivos da empresa podem não ficar tão claros a todos.

Não valorizar a equipe é outro erro muito fácil de ser encontrado nas organizações. E não me refiro apenas à questão financeira. Funcionários que não têm suas opiniões ouvidas ou que sentem não terão oportunidade de crescimento, por exemplo, têm grande chance de procurar outro emprego.

São muitas questões que podem interferir no desempenho da sua equipe ou até mesmo no ambiente de trabalho.

Para manter um ambiente harmônico, com um time motivado e focado nos objetivos da empresa, não tem outra saída: é preciso apostar na gestão de pessoas como forma de desenvolver um capital humano das empresas.

Desenvolvimento da equipe

Se houver investimento no desenvolvimento dos colaboradores, todos serão beneficiados.

O trabalhador terá a oportunidade de desenvolvimento pessoal e sentirá que está sendo valorizado dentro da organização. A empresa, por sua vez, terá um profissional cada vez mais qualificado e especialista.

Aqui na Layer Up, por exemplo, nós temos um projeto que chamamos de Layer Talks. Nele, pessoas que fazem parte do time têm total liberdade para compartilhar conhecimento com os demais colaboradores em palestras e encontros.

O pontapé inicial foi dado pela nossa CEO, Samira Cardoso, quando trouxe o tema “Essência de Liderança”. Inclusive, já tem um post em nosso blog que fala um pouquinho sobre isso. Quando puder, dê uma conferida.

Este é apenas um exemplo de como desenvolver e investir na sua equipe, mas você pode estudar métodos que talvez sejam mais eficientes para sua empresa.

Gestão de pessoas, como frisamos algumas vezes durante este post, é um elemento básico para o sucesso de qualquer empreendimento.

Quer dar um up no seu negócio? Então dê uma atenção especial para esse ativo tão importante para o crescimento da sua empresa e depois venha nos contar como esta iniciativa impactou nos resultados finais! 💪


Posts Relacionados

Deixe um comentário