Agile Marketing: como rodar projetos complexos em pouco tempo?

O Agile Marketing promete maior produtividade para sua equipe, sem deixar de lado a qualidade do trabalho e otimizando recursos a todo tempo.

O conceito surgiu da gestão ágil, desenvolvida na década de 80 para o mercado de softwares devido às novas exigências por inovação e rapidez trazidas pela tecnologia.

Sua estruturação aconteceu pois os profissionais perceberam que o modelo tradicional para gestão de projetos, com suas milhares de etapas, mais atrapalhava do que ajudava nas entregas.

Metodologias ágeis: dores e soluções

Mesmo que a gestão ágil esteja presente no mercado há cerca de 40 anos, as metodologias ágeis surgiram somente nos anos 2000.

Os especialistas do mercado tecnológico decidiram criar o chamado “manifestok ágil” em 2001. Isso porque o “boom” dos computadores fez com que a cobrança por resultados aumentasse e o tempo para entregas diminuísse consideravelmente.

O consumidor, agora com maior acesso a informações, tornou-se mais crítico e exigente. Além disso, a tecnologia permitiu que marcas menores passassem a competir dentro do mercado.

Em resumo, com um mercado mais competitivo, projetos cada vez mais complexos, um consumidor mais exigente e prazos curtos, era necessária uma mudança de mentalidade.

Manifesto ágil e os fundamentos da mudança

Foi essa necessidade que motivou 17 desenvolvedores de grandes empresas a se encontrarem e desenvolverem o manifesto. Apesar de usarem métodos de gestão diferentes, os princípios eram os mesmos. Fundamentos que foram traduzidos nesse guia.

É importante ressaltar que, apesar de ter sido desenvolvido para o mercado tecnológico, o manifesto serve de base para qualquer negócio ou setor que busca por resultados melhores.

Em resumo, eles priorizam a entrega contínua e adiantada, sempre com valor agregado. A capacidade de adaptação também tem papel importante nas metodologias ágeis, já que devem contar com otimização frequente.

Os profissionais de negócios e profissionais da operação devem trabalhar em conjunto, com alinhamentos rotineiros, e o ritmo dos projetos deve ser constante e sustentável.

A simplicidade deve ser adotada: menos etapas na gestão, com redução de custos e tempo desnecessários. Além disso, é essencial que as equipes de reúnam de tempos em tempos para discutir mudanças e melhorias.

O motivo pelo qual essas definições ainda são altamente procuradas hoje é um só: elas refletem os passos para uma entrega de sucesso, especialmente se o seu projeto for complexo.

Agile marketing: como aplicar em meu negócio?

Agora que você conhece todos os benefícios das metodologias ágeis, é preciso pensar em como aplicá-las ao marketing da sua empresa.

Mas o que significa ser realmente ágil em termos de marketing? Em primeiro lugar, é oferecer a solução que sana as dores do seu público.

Uma verdadeira solução

Muito mais do que vender um serviço ou produto, é conhecer tão bem o consumidor a ponto de entender sua verdadeira necessidade, entregando a solução certa na melhor hora.

Para alcançar esse patamar, é preciso prezar pelo planejamento, experimentação e análise de dados. Faça um estudo de mercado, conheça a fundo sua concorrência, mapeie possíveis oportunidades.

Com essas informações, fica mais fácil traçar uma jornada de compra estratégica para posicionar a sua marca, vender mais e fidelizar em pouco tempo.

Experimentação e adaptabilidade

Em segundo lugar, experimente! Mas mais do que isso, mensure e analise os resultados dos seus testes. Só é possível saber se suas ações estão apontando para a direção certa analisando relatórios e reportes constantemente.

Imagine que você traçou o planejamento e acabou se esquecendo de um item importante para seu público. Ao rodar sua operação, verá que os números não são como esperado. 

Quando você tem um controle das variáveis e faz diferentes experimentações, logo descobrirá qual é o seu gargalo. E, assim, poderá otimizar as produções.

É importante reforçar que a experimentação não vai trazer melhorias estrondosas logo de cara. É muito difícil conseguir otimizar somente um ponto da campanha e ter uma melhora de 100%.

São pequenas mudanças praticadas no dia a dia que farão a diferença no fim do mês: um aumento de 10% na taxa de abertura aqui, um crescimento de 5% nos cliques ali. 

Todos na mesma página

No agile marketing, nada é cravado na pedra. Além das análises práticas, os alinhamentos constantes entre as equipes, chamados também de sprints, renderão insights e ideias que podem ser aplicadas ao seu negócio, encurtando caminhos e agilizando processos.

Etapas menores, mais entregas

Lembra quando falamos que um dos objetivos da gestão ágil era reduzir as etapas da gestão de projetos? Isso também se aplica ao marketing.

O ideal é dividir projetos longos e complexos em pequenas fases, segmentando as entregas e garantindo mais assertividade para cada item.

Pense em prazos de até 30 dias, por exemplo. Além de garantir maior cuidado com os processos, caso algo não ocorra como o cliente espera em uma das fases, todas as outras não serão comprometidas.

A chances de acertar aumentam muito. A Layer Up usou essa divisão para um de seus cases de sucesso, a Pressure.

Equipes multidisciplinares

O Agile Marketing conta com equipes consideradas multidisciplinares, feitas de colaboradores de diversas áreas unidos em um só projeto. A ideia é trazer diferentes perspectivas sobre usabilidade, divulgação e etc.

As reuniões diárias para assegurar o alinhamento de todos não devem passar dos quinze minutos. Existe também um tempo de adaptação a ser observado pelos gestores.

Seu negócio precisa de mudanças

Aproveite os aprendizados do Agile Marketing e transforme a sua empresa. Nós da Layer Up também usamos o Funil de Vendas em Y, metodologia de marketing e vendas que possibilita maior análise e mensuração de dados, experimentação e resultados a curto, médio e longo prazo.

Explicamos tudo sobre ela em um webinar gratuito. Confira:

Posts Relacionados

Deixe um comentário