LinkedIn para empresas: o que os grandes players têm feito nessa rede?

Instagram, Facebook, LinkedIn e até mesmo o TikTok. Várias redes sociais são bons caminhos para a divulgação empresarial, mas cada uma possui a sua particularidade. É por isso que o LinkedIn para empresas ainda pode gerar dúvidas, já que se trata de um canal com conteúdos diferentes das outras redes. 

Mas essa diferença não é ruim; muito pelo contrário! Por ser um ambiente mais sério, o LinkedIn permite a construção de networking e é um ótimo meio de divulgar blogposts, materiais educativos e notícias sobre a área da sua empresa. Só que as estratégias não param aí. 

Para ilustrar melhor, trouxemos exemplos de como grandes empresas utilizam o LinkedIn e quais são os melhores insights a partir de cada uma delas. 

Microsoft: mais próxima no LinkedIn do que você imagina

A Microsoft é uma gigante da tecnologia. Mas embora a empresa de Bill Gates esteja no cotidiano de várias pessoas em todo o mundo por meio do Windows, do Skype ou do Outlook, a marca prova que posicionamento é essencial. E, nesse cenário, consegue explorar bem os benefícios do LinkedIn para empresas.

Divulgação de cases

O lançamento de novas tecnologias é uma corrida. Quando pensamos no cenário B2B, isso não é diferente. Embora seja inovadora, a Microsoft lida com a concorrência de outros grandes players e precisa arrumar meios de sair na frente, justificar um ticket mais elevado e garantir que é a escolha mais vantajosa

Por isso, a divulgação de cases é essencial para reforçar que as suas soluções auxiliam no crescimento de outras empresas. Além, é claro, de transmitir autoridade e mostrar como os seus produtos funcionam na prática. 

Definição de novos valores

Com certeza os valores da Microsoft não são os mesmos de 1975, quando a empresa foi fundada. E reforçar essa mudança de visão, que passa a incluir pontos essenciais como sustentabilidade e diversidade, é essencial. 

Nesse sentido, a Microsoft também faz bom uso do LinkedIn para empresas. A marca divulga conteúdos que reforçam seus valores tanto por meio de falas de seu CEO, que são repercutidas em reportagens de outros portais, como em conteúdos do seu próprio site. 

Das duas maneiras a empresa consegue reforçar autoridade, garantir tráfego para o seu site e gerar ótimo engajamento ao apoiar causas sociais abertamente. 

Divulgação de produtos e ofertas

A Microsoft também não deixa de divulgar seus próprios produtos. No feed do LinkedIn, podemos encontrar diversas postagens que falam sobre as vantagens de suas tecnologias, além de ofertas.

Mas atenção a esse segundo caso: a proposta da marca não é ser explícita como empresas de varejo, por exemplo. Por isso, a oferta é feita de uma maneira singela, focando no público-alvo da ação sem ser extremamente comercial. 

Google: inovação no LinkedIn para empresas

A Google tem inovação no sangue. E não é exagero dizer que muitas empresas se inspiram no que a gigante faz para tentar ter bons resultados também

O LinkedIn da marca não é diferente. Por lá, também são postados vários conteúdos interessantes que devem ser seguidos, principalmente pela naturalidade e pela informalidade, o que não é tão comum na plataforma. 

Outros formatos de posts

É normal vermos postlinks, vídeos, GIFs e fotos no LinkedIn de várias empresas. Mas a plataforma também traz outros recursos que podem – e devem – ser explorados. 

A Google, por exemplo, utiliza enquetes e emojis, que tornam o feed mais interativo e geram um grande engajamento para a marca. 

Divulgação de sonhos

Não é novidade que muitas pessoas que trabalham com tecnologia querem ter uma oportunidade de emprego na Google. E é claro que a empresa está ciente disso – e sabe aproveitar muito bem!

A empresa traz vários posts em vídeo contando histórias de colaboradores ao redor do mundo. Essa é uma maneira de valorizar o quadro de funcionários e a empresa no geral

Além disso, também é um meio de divulgação: como esse tipo de conteúdo gera grande engajamento, a empresa aproveita para colocar CTAs direcionando para seus cursos e certificados, apontando como é importante tê-los para trabalhar por lá um dia.

Amazon: LinkedIn para empresas (e para humanos)

Muitas vezes pensamos que o feed do LinkedIn precisa abordar temas como tecnologia, inovação e tendências. E esse não é um pensamento errado, já que estamos falando de uma rede empresarial

Mas essa não precisa ser a única premissa do canal. Empresas são formadas por seres humanos e eles também precisam de destaque porque, sem os colaboradores, a realização de crescimento de uma companhia seria impossível. 

Partindo desse princípio, a Amazon traz conteúdos focados em histórias cotidianas de seus colaboradores. Isso faz com que a empresa se torne mais próxima do seu público, gerando identificação com a marca. E é uma boa sacada porque, por ser um grande e-commerce, a Amazon precisa transmitir confiança e tranquilidade

Posicionamento diário e sazonalidade

Focar na humanidade de seus colaboradores já é um grande posicionamento, mas a Amazon não para por aí!

A sazonalidade é importante para a marca e não fica restrita a datas tradicionais como o Natal, por exemplo. A marca fez um post especial sobre o centésimo aniversário do pan-africanismo e aproveitou para prezar o fim do racismo e parabenizar funcionários, clientes e a comunidade negra no geral. 

Além disso, a empresa também usa o LinkedIn como um canal de notícias engajadas, reforçando mais uma vez seu posicionamento político.

Um exemplo é a comemoração quando a Suprema Corte dos Estados Unidos manteve a DACA (ou Ação Diferida para Chegadas de Infância, em português), um programa que garante a cidadania para imigrantes que chegam ao país ainda crianças. 

O que sua empresa está fazendo de diferente? Pequenos e grandes gestos importam 

A Amazon também utiliza o LinkedIn para divulgar seus feitos. E não necessariamente são cases de sucesso com clientes ou o crescimento da empresa em si, mas sim doações e projetos voltados para a sustentabilidade

Essa é uma prática louvável, novamente, para gerar identificação com a marca, já que os clientes podem ver que o dinheiro de suas compras está sendo utilizado para campanhas e fundos importantes para o meio ambiente, por exemplo. 

Quais insights você teve sobre o LinkedIn para empresas?

Trouxemos três exemplos distintos de uso do LinkedIn por empresas. 

A Microsoft é uma empresa mais tradicional, que utiliza a plataforma para divulgar materiais, cases de clientes e suas próprias plataformas. 

O Google já busca inovar ao trazer uma linguagem mais informal e fazer uso de outros formatos de conteúdos, como enquetes, com o objetivo de gerar bastante engajamento em seus posts.

A Amazon, por outro lado, utiliza o LinkedIn de uma maneira bem diferente ao apostar na humanidade de seus colaboradores, datas sazonais empoderadas e divulgação de doações sustentáveis

E a sua empresa, como gostaria de utilizar o LinkedIn? Aproveite para implementar essa e outras estratégias em diferentes mídias sociais, como o Tik Tok e o Twitch!

Elaboramos um conteúdo contando todas as novas tendências. Confira:

Posts Relacionados

Deixe um comentário