Redes sociais para empresas: saiba os benefícios de estar nelas e o perigo da sua ausência

Já pensou na importância das redes sociais para empresas? Se a resposta foi não, é hora de ficar esperto. A presença nessas mídias digitais está se tornando algo cada vez mais fundamental para posicionar qualquer marca.

Segundo pesquisa feita pela We Are Social e a Hootsuit, atualmente, mais de 130 milhões de brasileiros estão em alguma das redes sociais existentes. No mundo, são mais de 3 bilhões de pessoas ativas.

Não por acaso, ambientes como o Facebook e o Instagram se tornaram estratégicos para que empresas dos mais variados setores atinjam os públicos desejados, criem um boa reputação e até alavanquem vendas.

Redes sociais para empresas: quatro desvantagens de não aproveitá-las

Para deixar mais clara a importância de ter e manter as redes sociais da sua empresa ativas, veja três problemas que podem surgir quando você não leva esse assunto a sério.

1 – Sua empresa existe?

Já ouviu alguém dizendo que se você não está nas redes sociais, você não existe? Apesar de ser uma brincadeira, tem um fundinho de verdade.

Não tem como negar: se alguém te indica uma marca ou empresa que você ainda não conhece, um dos primeiros impulsos é buscar a página oficial nas redes sociais.

Se sua companhia não está presente em nenhuma rede social, automaticamente as pessoas pensam que ela não merece tanta atenção assim, provavelmente é pequena e tem relacionamento distante aos consumidores.
Se há a menor intenção de crescer e atrair mais consumidores, estar nas redes sociais é um dos primeiros passos a serem dados.

2 – Qual seu posicionamento?

O público já sabe que nessas redes é possível conferir comentários de outros consumidores e checar como a empresa se comporta.

Aproveite as redes sociais como uma grande vitrine da sua marca, onde você mostra muito mais do que seu produto ou serviço: exibe a cultura da sua empresa e até mesmo o dia a dia da sua equipe.

Hoje, além da qualidade do produto ou serviço que sua empresa oferece, o público se preocupa com a forma como a marca atua. Redes online são uma ótima porta para que as pessoas se identifiquem com seu trabalho.

3 – Comunicação mais distante com o cliente

Mais do que se identificarem com as marcas, as pessoas se comunicam com elas. Hoje, a maioria das empresas fazem das redes sociais verdadeiros canais de relacionamento com os clientes. Os próprios consumidores sabem dessa facilidade e buscam por ela quando precisam de alguma coisa.

Investir em redes sociais dá oportunidade de realizar uma atendimento ao cliente ágil e efetivo. Se feito de forma adequada, sua marca ainda ganha pontos com clientes, que a terão com boa referência.

Fazer comunicados e anunciar novidades se torna algo fácil, além de ser possível obter uma visão sobre o que está ou não agradando os consumidores e, a partir daí, obter insights para otimizar resultados.

4 – Você perde a oportunidade de anunciar para públicos específicos

Se você apostar em divulgação de anúncios pagos nas redes sociais, é possível direcionar a postagem para um público de perfil específico, determinando dados como idade, sexo e até mesmo interesses.

Graças a essa segmentação, é possível estudar se sua empresa está realmente mirando no público certo. Os resultados obtidos também possibilitam a criação de novas estratégias.

Não adianta fazer de qualquer jeito!

Redes sociais para empresas

Chegamos ao ponto principal do texto: mais do que apostar nas redes sociais para empresas, é preciso que isso seja feito de forma assertiva, tornando a marca consolidada nesse ambiente.

Estar nas redes sociais simplesmente por estar de nada adianta. Clientes não ficarão satisfeitos se encontrarem uma página totalmente mal cuidada, sem identidade, ou que não responda os consumidores, por exemplo.

Redes sociais exigem estratégia. É preciso pensar bem nas ações que serão feitas e no que isso pode resultar. Até mesmo grandes empresas nacionais e internacionais já cometeram deslizes que influenciaram na visão do público sobre a marca.

Estratégia mal pensada

A marca de cerveja Itaipava já protagonizou uma situação em que é possível notar a falta de estratégia da empresa.
Em 2015, a companhia decidiu utilizar mensagens automáticas no twitter. Quando alguém compartilhava a hashtag #ficaverao, recebia um agradecimento por parte da empresa.

A empresa só se esqueceu que o público poderia utilizar da hashtag para fazer reclamações. Resultado: acusações de machismo em uma propaganda e críticas a qualidade da cerveja acabaram recebendo agradecimentos. A brincadeira se tornou viral.

Timing errado

Em 2013, a rede Globo exibia a série Pé na Cova. Então, decidiram aproveitar a temática para convidar os internautas a criarem uma lápide online. A ação, que tinha a intenção de chamar atenção para o seriado, foi publicada em uma rede social.

O problema é que essa publicação ocorreu exatamente no mesmo fim de semana da tragédia que matou diversos jovens na Boate Kiss.

O público acusou a emissora de falta de sensibilidade e o post, que apesar de não ter essa intenção, foi publicado em um momento extremamente inadequado, foi imediatamente retirado do ar.

Pequenos detalhes

Em 2015, a Blackberry realizou uma simples postagem de divulgação de um de seus aparelhos. O post, em si, não tinha nada de errado, como você pode ver nessa imagem.

Rede social para empresas

Encontrou algum detalhe importante? Saiba que o público sim! Dá para ver que a publicação foi feita por meio de um Iphone, celular da empresa concorrente. A situação virou piada pronta para internautas.

É preciso bom senso nas redes sociais

Com esses exemplos, já é possível perceber que redes sociais para empresas exigem cuidados: é preciso pensar com calma, analisar o contexto da publicação e estar atento a detalhes que, se passam despercebidos, podem afetar a reputação da empresa.

Além disso, é importante lembrar que essas redes dão a oportunidade para o público falar o que pensa, a qualquer momento. Pequenos deslizes, que vão de uma postagem com erro ou até um resposta mal feita, podem tomar grandes proporções.

E não adianta tentar simplesmente fugir: se sua empresa errar, alguém estará falando mal dela em alguma rede social. A solução é investir nas melhores técnicas possíveis nas redes sociais e se tornar uma referência positiva.

A Netflix, por exemplo, usa e abusa das redes sociais. Os internautas utilizam desses canais para se comunicarem com a empresa, seja para uma reclamação ou até mesmo para pedir um filme.

A marca responde sempre com bom humor, encarnando a brand persona para trazer proximidade ao público e ainda atrair novos clientes.

Como evitar esses erros nas redes sociais?

Rede social para empresas

Você já deve ter entendido que ter redes sociais da sua empresa é essencial, mas também que há riscos nesse ambiente. E então, como evitar grandes erros e evitar crises de imagem?

A melhor forma de passar longe de problemas é contando com uma equipe que tenha visão crítica e pensamento estratégico, levando a sério a importância das redes sociais.

A melhor forma de garantir isso é apostando em uma equipe especializada.

Contar com a parceria de uma agência digital como a Layer UP pode ser uma ótima solução, já que contamos com profissionais em tudo que uma boa rede social precisa: do texto dos conteúdos à gestão das postagens. Quer saber mais? Acesse o link acima e entre em contato conosco 😉


Posts Relacionados

Deixe um comentário