Customer Centric: como aplicar essa estratégia?

“O cliente é a alma do negócio.” Por mais clichê que essa frase possa parecer, ela revela um fato muito importante sobre o mundo empreendedor: o consumidor possui papel de destaque no sucesso de um negócio. E é justamente por isso que o customer centric vem ganhando cada vez mais adeptos.

Hoje, estratégias que procurem garantir a satisfação do público-alvo se tornaram bastante populares. Afinal de contas, a relação entre negócio e cliente deve ser sempre positiva, e ações como essa ajudam nesse quesito.

Diante desse cenário, técnicas que trabalhem com a experiência do usuário ganharam grande importância. Nesse post, vamos entender como funciona o customer centric, e conhecer algumas dicas sobre a sua aplicação.

O cliente no centro de tudo

Mais do que uma simples técnica, o customer centric é uma cultura que deve ser semeada entre todos os setores de uma empresa.

Dessa maneira, todos os funcionários realizam as suas atividades com um único objetivo: garantir o sucesso da experiência dos clientes.

Mesmo que eles sigam por caminhos distintos, o resultado sempre será o mesmo. Isso também faz com que todos estejam bem alinhados, o que otimiza os processos internos.

E como funciona, de fato, o customer centric?

Imagine a jornada de compra de um empreendimento. O lead passa por diversas etapas, até finalmente fechar negócio, certo?

A cultura customer centric vai ajudar na análise dessas fases para ter a certeza de que tudo está sendo feito da melhor forma possível para o usuário.

Ou seja, todos os funcionários terão a capacidade de olhar para o ciclo de maneira mais estratégica.

Assim, podemos dizer que desde o primeiro contato com o cliente, ele será o foco, e todas as ações serão desenvolvidas para garantir o seu conforto, incentivando a fidelização desse lead.

Um cliente feliz, além de recomendar os seus produtos e soluções para conhecidos, normalmente volta a fazer negócio com você.

É por isso que é tão importante investir nesse tipo de cultura, e se adaptar às necessidades de seu público-alvo.

3 ações para disseminar o customer centric

Disseminar uma cultura focada no cliente que seja efetiva e apresente bons resultados não precisa ser algo complicado. Algumas ações simples são o suficiente para implementar esse tipo de pensamento em toda uma equipe.

Separamos três dicas que auxiliam nesse momento de adaptação. Confira:

Utilize ferramentas eficazes no atendimento ao cliente

Mais do que simplesmente adquirir um produto ou um serviço, as pessoas querem passar por uma experiência completa e, é claro, positiva.

Todo o atendimento, portanto, deve ser realizado de maneira eficiente e prazerosa.

Para isso, uma boa saída pode ser incluir o uso de ferramentas que auxiliem nessa atividade.

Ao facilitar o contato e oferecer soluções imediatas, você garante a satisfação do cliente, que é o principal objetivo do customer centric.

Os chatbots são exemplos excelentes nessa área, e você também pode procurar por outras ferramentas que auxiliem nesse atendimento.

Conheça as necessidades de seu público-alvo

É impossível oferecer soluções eficazes se não conhecemos as necessidades reais de nosso público-alvo. Por isso, uma das principais obrigações de toda empresa é entender de forma aprofundada as dores de seu lead.

Essa preocupação é transmitida não somente para a qualidade e êxito dos produtos e serviços disponibilizados, mas também ao processo de atendimento ao cliente.

Sendo assim, não meça esforços, e esteja sempre bem alinhado com o seu público. Pesquisas de mercado podem lhe ajudar nessa questão.

Seja próximo ao seu cliente

Se alguém contratou as suas soluções, é porque confia em você. Por isso, é importante estar sempre próximo ao seu cliente, seja para tirar dúvidas, solucionar problemas ou simplesmente ouvir os seus feedbacks e considerações.

Mais do que somente prestar um serviço, você deve oferecer uma experiência ao público.

Essa relação cria maior afinidade entre ambas as partes, e contribui para o processo de finalização.

A cultura customer centric não para por aí…

Não há limites quanto tratamos da felicidade de um cliente. Mas, para realmente entregar uma experiência positiva, é preciso conhecer seu público, suas necessidades e o seu mercado de atuação a fundo.

Para ajudar você nessa jornada, a Layer Up gravou um podcast completo sobre planejamento. Conheça um pouco mais sobre benchmarking, criação de brand e buyer personas e o desenvolvimento de uma jornada de compra eficiente:

Deixe um comentário