Comércio eletrônico no Brasil vive ritmo acelerado de crescimento há dez anos

comércio eletrônico no brasil_público

Panorama geral do comércio eletrônico no Brasil mostra o porque de o setor estar em constante crescimento

O mercado do comércio eletrônico no Brasil está cada vez mais atrativo. Números recentes mostram os avanços e a evidente evolução do setor.

Você que atua na área, seja com uma loja virtual que complementa o serviço da loja física, ou focado apenas no ambiente online, pode se beneficiar dessa boa fase.

Quer saber mais sobre o atual cenário do comércio eletrônico no Brasil?

Então vem comigo e acompanhe os números!

 

 Para o alto e avante

O ano de 2017 foi bastante expressivo para o comércio eletrônico brasileiro. Segundo dados da Ebit, empresa que mede a reputação das lojas virtuais, no primeiro semestre do ano passado o faturamento dos e-commerces chegou a aumentar 7,5%, o que representa R$ 21 bilhões.

O crescimento também vale para o número de pedidos, que teve um salto de 48,5 milhões, em 2016, para 5,3 milhões.

O que pode justificar esse crescimento, além do aumento constante no acesso à Internet, é uma queda nos preços, que segundo o índice FIPE Buscapé, representou uma deflação de 5,38% entre junho de 2016 e 2017.

Com isso os consumidores, que gostam bastante de economizar, compraram mais. E não foram somente os compradores online habituais. Esse grupo cresceu e novos integrantes chegaram, atingindo a marca de 25,5 milhões de novos usuários.

 

Mas isso não é novidade

Desde 2008, o comércio eletrônico no Brasil tem se destacado. A empresa especializada em pesquisas Mintel já chegou a divulgar relatórios que mostraram um crescimento do setor de quase 250% em cinco anos (entre 2008 e 2013).

Mesmo com hábitos de consumo bastante diferentes dos que observamos hoje, há dez anos esse mercado já mostrava a força que tem.

 

E o consumidor mudou?

Muito! Os consumidores brasileiros estão cada vez mais perdendo o medo das compras online. Afinal, esse tem se tornado um ambiente cada vez mais seguro e eles mesmos passaram a receber mais informação para poder se proteger – o que é excelente.

Em linhas gerais, o que se pode observar é que:

  • O brasileiro se tornou mais preocupado com a autenticação dos meios de pagamento em compras online
  • As campanhas pagas em redes sociais se tornaram uma das principais fontes de divulgação das empresas, pois é realizada onde boa parte dos consumidores passa o tempo.

Aliás, atualmente é possível fazer compras nas próprias plataformas, como é o caso do Facebook. Mais cômoda, a opção oferece ao consumidor maior agilidade, complementando o negócio

  • Falando em comodidade, quanto mais fácil a compra, melhor. Os consumidores estão aderindo aos meios de pagamento eletrônicos que permitem fechar uma compra com apenas um clique. Basta um único cadastro e pronto!
  • O consumo de produtos digitais (entretenimento on demand, e-books, músicas, etc.) aumentou muito e isso também favorece o mercado de comércio eletrônico no Brasil

Esses são apenas alguns exemplos das mudanças de comportamento dos compradores. Com essas alterações de hábitos, alguns segmentos ganharam destaque.

Setores como os de moda e saúde tiveram um aumento de 14,8% e 12,2%, respectivamente, no número de pedidos.

 

O futuro do comércio eletrônico no Brasil

Quer uma boa notícia? A onda de crescimento promete não parar.

Diversas pesquisas, como as do próprio Ebit, estimam que esse setor se desenvolva mais ainda. Para 2017, por exemplo, a expectativa era de um crescimento de 10%. Superando essa estimativa, o registro final foi de 12%, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Algum palpite para a expectativa de 2018? A Associação está otimista e afirma que o crescimento pode chegar a 15%.

Vale lembrar: datas como Black Friday e Natal são sempre oportunidades de bons ganhos no setor.

Como já dissemos, o número de consumidores dos e-commerces tem aumentado e esses novos compradores das lojas virtuais também são um dos motivos que confirmam as expectativas de crescimento.

Para fazer parte desse mercado promissor e tão concorrido, o melhor é sempre contar com uma boa estratégia de Marketing Digital e caprichar na divulgação.



Você também pode acessar o blog da Layer Up para conhecer mais sobre estratégias, ferramentas e dicas práticas sobre Marketing Digital
e assim melhorar cada vez mais o desempenho do seu e-commerce.

Posts Relacionados

Deixe um comentário