Inbound Marketing – O que é preciso mensurar

Tem ideia do que o Inbound Marketing pode fazer pela sua empresa?

Existe algo mais decepcionante do que dar início a uma campanha, investir nela e não conseguir visualizar nenhum tipo de resultado? Ou pior ainda, não conhecer e nem ter as ferramentas para que essas medidas sejam feitas? Já não é de hoje que ouvimos falar dos benefícios do Inbound Marketing, inclusive aqui no blog da Layer Up, porém uma de suas maiores vantagens é capacidade de mensuração.

Com o Inbound Marketing, é possível ter números exatos, como, por exemplo, saber quem exatamente abriu tal e-mail, o usuário que clicou em algum link, quem não deseja mais receber notificações de sua empresa, dentre uma inúmera série de tarefas. Porém, a pergunta que não quer calar é: O que é mensurar? O que fazer para saber se a estratégia adotada pela empresa realmente está trazendo benefícios? Todas as respostas para essas perguntas você encontra a seguir:

  • ROI (Retorno sobre o investimento): este pode ser considerado um dos mais importantes indicativos dentro das estratégias de marketing. Com ele, consegue-se fazer uma avaliação realista das performances das campanhas lançadas por sua empresa para saber qual está tendo mais resultados.

Para se calcular o ROI é muito simples: faturamento – investimentos/investimentos.

Existem duas maneiras para se medir o ROI

Pode ser de forma integral, ou seja, onde se avalia todo o desempenho de suas ações de Inbound Marketing ou então ações especificas.

  • Taxa de conversão: se engana quem pensa que mensurar taxas de conversões seja algo específico para o e-commerce. Muito pelo contrário, é necessário que todo Inbound Marketing tenha isso como estratégia. Pode ser usada para calcular o total de leads ou visitas de uma página, downloads realizados, engajamento gerado com o e-mail marketing, etc.
  • Custo por visitante: para se calcular o custo de visitantes, é bem simples. Se a sua empresa possui um site, é mais fácil ainda. Basta calcular o número mensal de visitas feitas e dividir pelo valor total que foi investido no site e em todas as campanhas que tenham como foco atrair visitantes para a plataforma virtual de sua empresa. O número obtido será capaz de lhe informar o quanto sua empresa gasta para que uma pessoa tenha acesso ao site.
  • CPL – Custo por lead: quase a mesma coisa que o tópico anterior, a única diferença é que aqui será calculado o valor por lead, e não apenas por usuário. A conta também é bastante simples, basta dividir o total investido em Inbound Marketing pela quantidade de leads que foram gerados com as diversas formas de tráfegos que sua empresa optar. 
  • Funil de vendas e sua métrica: funil de vendas é um termo muito usado por quem trabalha com marketing, tudo isso porque o cliente passa por um processo como se fosse por um “funil” até que realize a compra ou atinja o resultado que sua empresa espera. Após ter em mãos quantos visitantes a plataforma virtual de sua empresa teve, é preciso descobrir quantos deles foram convertidos, isso é, compraram/baixaram ou fizeram algo no site além de simplesmente olhar.

Quando se torna um Lead?

Quando a pessoa toma alguma decisão a partir disso, ela se torna um lead. Após chegar a esse número, existe outra questão: qual foi a quantidade deles que foi trabalhada com algum conteúdo ou contatos por meio da equipe de vendas até que se tornassem oportunidades? Para finalizar, o final do funil é o momento em que essas oportunidades se convertem em negócio fechado.

Dentro desse parâmetro, é possível chegar a algumas conclusões, como, por exemplo, o quanto de investimento será necessário na próxima campanha, se a porcentagem de leads qualificados corresponderam às expectativas e também sobre a retenção de clientes. É preciso conseguir novos clientes para sua empresa e mantê-los com a parceria. Sem o auxílio da métrica, fica muito mais difícil conseguir os resultados precisos das ações realizadas.

Invista nessas métricas. Os resultados gerados levarão para sua empresa muito mais eficácia e precisão nos dados adquiridos com o Inbound Marketing. Essas são apenas algumas dicas, lembrando que tudo varia de acordo com as necessidades de sua empresa e o público que deseja atingir.

É DISSO QUE VOCÊ ESTA PRECISANDO? ENTÃO FALE COM A GENTE!!!!

Leia também:
+ CONHEÇA TODAS AS FERRAMENTAS DO GOOGLE WEBMASTER TOOLS
+ REMARKETING: A FERRAMENTA QUE TE AJUDA
+ COMO PRODUZIR CONTEÚDO PARA CADA PERFIL DE CONSUMIDOR


Posts Relacionados

Deixe um comentário